A Empresa - Fibromar Piscinas | 3339-8188

História da Fibromar

A Fibromar empresa familiar fundada em 1980 por Benjamin Cristo Broedel e Florecena de Carvalho Broedel, iniciando os trabalhos de fibra de vidro em 01 galpão alugado de madeira no bairro de Santa Inês Vila Velha -ES, sem experiência no ramo, porém, com muita disposição, coragem, curiosidade e vontade de vencer na vida, humildade e honestidade, fabricando assim suas primeiras peças em fibra de vidro.

Após alguns anos de muita luta, conseguiram alugar um ponto melhor na entrada de Capuaba, com incentivo também do bandes. E aos poucos fomos ficando conhecidos no mercado de trabalho e assim compramos o imóvel que é atualmente o endereço fixo da fibromar.

Dando continuidade com muito amor e determinação ao trabalho de Benjamin e Florecena, os atuais proprietários da empresa seu genro José Ricardo B. de Britto e sua filha Marta V. Broedel de Britto, compraram a empresa, onde pretendem continuar e se atualizar cada vez mais no mercado de trabalho, para melhor atender seus clientes, fornecedores, instituições financeiras, colaboradores e amigos.

A Fibromar é dirigida por profissionais qualificados, com mais de 29 anos de experiência no mercado capixaba, com fabricação de piscinas de vários tamanhos, modelos e linha completa de acessórios. Conta com equipes técnicas treinadas, oferecendo eficiência de forma extremamente preparada para dar comodidade à você.

Os produtos vendidos pela Fibromar são feitos com materiais de qualidade comprovada, da mais alta tecnologia, resistentes, de alto padrão, atendendo aos mais exigentes consumidores. É aqui que há o de melhor quando o assunto é piscinas, banheiras, peças industriais, móveis, equipamentos para piscinas, etc......


Uma Mulher de Fibra

Comecei a trabalhar aos 15 anos de idade em: Padarias, fundo de caixa de supermercado, auxiliar de secretaria e aos 16 anos + ou -, comecei a ajudar meus pais na Fibromar, empresa iniciada com muita luta e sacrifício num galpão velho de madeira e chão de terra alugado em Santa Inês-Vila velha, meus pais sem experiência nenhuma no ramo de fibra, mas tinham um alvo: vontade de vencer. Eu os ajudava no que era possível, pois também não tinha experiência, não pude usufruir da minha juventude pois trabalhava durante o dia e estudava a noite. Eu sempre os acompanhava em tudo que eles faziam e via as lutas e dificuldades que eles passavam para vencer na vida, éramos tratadas com muitas grosserias e ignorância, mas era a forma que eles sabiam nos ensinar a trabalhar, ser honestas e respeitar as pessoas, mas também podíamos em nossa inocência ver a luta deles e vontade vencer.

* Em 1981 meu pai admitiu um funcionário: José Ricardo (meu esposo) e começamos a namorar em 1982, noivamos em 1983 e casamos em 12/1984, sempre trabalhando juntos, lixando, fabricando peças, vendendo, etc... Moravámos em 01 casinha encima da casa da minha sogra, íamos trabalhar a pé ou de bicicleta, alguns anos depois compramos nosso 1º carro – um fusca (rsrsrs), tivemos 02 filhos que são presentes de Deus em nossas vidas.

Pelo fato de sempre ter acompanhado a trajetória dos meus pais, acho que estava no sangue o fato de sempre gostar de fazer negócios: comprar, vender e administrar a empresa, sempre que meu pai estava negociando a venda de algum produto eu estava grudada com ele prestando atenção em tudo. Com isto tudo cada vez mais era forte dentro de mim o desejo de ter meu próprio negócio. * Mas as interpéres da vida nos prega algumas peças, pois em 1993 + ou – a empresa passou por enormes dificuldades financeiras e de relacionamentos familiares, pois éramos uma empresa familiar e nossos salários foram diminuídos e nós (eu e meu esposo), tínhamos compromissos feitos, então resolvi a vender roupas – sacoleira, coisa que nunca tinha feito antes e aí nós trabalhávamos durante o dia e a noite eu ia vender roupas e Ricardo ficava com os 02 meninos que ainda eram pequenos, várias vezes eu ia vender roupas em edifício que não tinha elevador e o cansaço era tanto que deixava as bolsas rolarem escada abaixo, porque não agüentava carregar. Foi tudo muito difícil, mas conseguimos a cumprir com nossos compromissos, pois fui ensinada desde muito cedo que devíamos ser íntegros, ter responsabilidade com os negócios, clientes e honestidade .

Passei por um problema sérissimo de saúde, pois perdi os 02 rins e precisei fazer hemodiálise -fazia hemodialise 3 vezes por semana na parte da manhã e ia trabalhar a tarde, pois o apoio dos familiares e minha vontade de trabalhar me ajudaram muito neste período e após uns 02 anos conseguimos fazer o transplante de rins (minha mãe foi a doadora) – um desafio muito grande, pois precisamos vender um carro que tínhamos, dar baixa nas 2 CTPS, para aproveitar o FGTS e meus pais venderam 01 apto pequeno que eles tinham em Boa vista-Vila Velha, para conseguirmos pagar o transplante, mas com todos os problemas e lutas Deus nunca nos desamparou e o transplante foi um sucesso, pois Deus estava no comando de tudo e nunca desanimamos de nosso sonho de ter um negócio próprio.

Devido aos problemas familiares, meu pai sempre falava em vender a Fbromar para qualquer um que fizesse uma proposta de compra (nesta época meus pais já tinham se afastado da empresa) deixando por conta das filhas e do genro.

* Uma noite acordei de madrugada e falei com meu esposo: Vamos comprar a Fibromar – ele não caiu duro, porque estava deitado (rsrsrs), Ele disse: como faremos isso, pois não temos dinheiro – E falei com ele: damos nossa casa, carro , fundo de garantia e parcelamos o restante, sempre tive muita coragem e gostava de desafios, conversamos muito e decidimos ir na casa dos meus pais para fazer a proposta, quando chegamos lá meu pai estava sentado na cadeira do papai e conversa e conversa vem, quando perguntei a Ele: Pai o Senhor tem vontade de vender a Fibromar – Ele respondeu: claro que sim e eu perguntei de novo: O Senhor venderia mesmo a Fibromar, caso aparecesse um comprador – Ele disse: com certeza e indagou: não vai me dizer que é você a compradora e eu respondi: sou eu mesma, bom para variar ele quase caiu duro (rsrsrs), fomos amadurecendo a idéia, negociando e Graças a Deus conseguimos concretizar a compra da empresa e a realização de um sonho (ter nosso próprio negócio). Foi um desafio muito grande pois na negociação ainda ficamos devendo a empresa em 60 meses, sem casa e carro e ficamos morando numa casa encima da própria empresa. Que hoje é administrada por mim e meu esposo e nossos filhos nos ajudam muito, continuando assim como empresa familiar.

As lutas e vitórias são muitas mas Deus está no comando e hoje estamos administrando a empresa da melhor maneira possível, pois só temos o 2º grau completo, mas muita garra e vontade de vencer (pois na escola do mundo não falta vagas). Temos metas e sonhos a serem realizados como empresa, procuramos sempre a manter a fidelidade e compromisso com nossos colaboradores, clientes, órgãos do governo, fornecedores e amigos.

Hoje me considero uma mulher de negócios, realizei meu sonho, na compra da empresa. Tenho 44 anos, casada há 25 anos, 02 filhos, transplantada renal que tomo uns 18 comprimidos por dia para não ter rejeição no transplante, 2º grau completo e uma empreendedora no ramo de fabricação de piscinas, banheiras simples e hidromassagem, móveis, peças industriais, cascatas, casa de bombas, etc... Tudo em fibra de vidro e com a experiência no ramo desde 1980.

Temos orgulho de continuar sendo uma empresa familiar e com muita dependência de Deus, determinação e vontade de vencer. “Um sonho realizado” “Deus é Fiel”

Agradeço a Deus, meus pais que foram meus inspiradores, meu esposo varão valoroso, abençoado, um verdadeiro homen de fibra por estar junto comigo todo o tempo (24 horas por dia) nas alegrias e tristezas, meus filhos maravilhosos, familiares e amigos.

“Nossa motivação é a alegria e resultado da fé e paixão pelo que fazemos”


“Se Deus é por nós, quem será contra nós.” Rm 8:31